ISSO É DISCIPULADO

Loading...

domingo, 27 de fevereiro de 2011

PARÁBOLA DA FIGUEIRA



Atualizado em 19/02/2013


Por
Romildo Gurgel

LEITURA BÍBLICA: (Mt.24:32-35; Mc.13:28-31;  Lc.21:29-33)

INTRODUÇÃO:

Já estudamos nas três ultimas parábolas anteriores, a parábola dos dois filhos (Mt.21:28-32), parábola dos lavradores maus (Mt.21:33-46) e a Parábola das bodas. Esta série de três parábolas foram ensinadas quando Jesus se encontrava no templo com os seus discípulos, os sacerdotes e ancião dos povos (Mt.21:23). E agora, após aquela reunião ao sair do templo os discípulos para compreender melhor acerca do que Jesus dissera no templo, começam a mostrar-lhe as construções, com o propósito de extrair algum comentário do seu mestre (Mt.24:1). A partir daí, Jesus tece o sermão profético sobre a destruição do templo, fala sobre os princípios das dores, sobre a grande tribulação, sobre a sua segunda vinda após a grande tribulação e também compôs esta parábola que passaremos a estudá-la.

1 - PANO DE FUNDO HISTÓRICO

Provavelmente Jesus ensinou esta parábola durante a primeira semana de abril, exatamente quando as árvores começam a dar os primeiros sinais de vida. Quando os seus ramos se renovam e as folhas brotam, esta era a linguagem que os seus ouvintes entendiam. A questão era se o povo era capaz de interpretar este sinal espiritualmente. Certa vez Jesus censurou os fariseus por serem incapazes de interpretar o aspecto do céu; porém não serem capazes de discernir os sinais dos tempos (Mt.16:2-3). Saberiam seus discípulos reconhecer o sinal da figueira ao florescer ?

2 – INTERPRETAÇÃO

A) Comparação do texto de Mateus e Lucas
 No texto de Mateus, a ênfase na interpretação esta na figueira
(Mateus 24:32) - Aprendei, pois, esta parábola da figueira: Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão.

 Já em Lucas, a ênfase esta na figueira e em todas as arvores
(Lucas 21:29) - E disse-lhes uma parábola: Olhai para a figueira, e para todas as árvores;

 Essa ilustração simples tirada da natureza, assegurou aos seus discípulos judeus que, após o inverno do desprazer”, que sua nação tinha experimentado, haveria um verão de bênção nacional. Israel ainda se tornará a sua glória. No entanto, Lucas acrescenta quatro palavras à parábola: “Para todas as arvores”. Atualmente com o renascimento de Israel (em 1948), há também, paralelamente, uma manifestação de nacionalismo por todo o mundo. Povos que desde há muito não eram identificados como nações, agora reivindicam e recebem independência nacional. (Todas as parábolas da Bíblia, Ed. Vida, pg.268-269)

 Atualmente um povo que esta correndo atrás da sua independência é o povo palestino.
 A ênfase dada no texto de Lucas, não é somente Israel (1948) , que é data que a figueira brotou, mas também todas as arvores, ou seja, outros povos que ainda faltam brotar, que estão correndo atrás da sua independência.

B) O SIGNIFICADO DE “QUANDO VIRDES ACONTECER TODAS ESTAS COISAS”

(Mateus 24:33) - Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas.

(Lucas 21:31) - Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.

Diz respeito a:
• (Mt.24:1-2) – Destruição do templo
• (Mt.24:3-14) – Princípio de dores
• (Mt.24:15-28) – A grande tribulação
• (Mt.24:29-31) – Manifestação do filho do homem

C) O SIGNIFICADO DA PALAVRA “NÃO PASSARÁ ESTA GERAÇÃO” –

(Mateus 24:34) - Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.

 Todas estas coisas preditas no sermão sobre o final dos tempos vão muito além do tempo dos contemporâneos de Jesus. O termo "esta geração" não é como alguns se arriscam em contar como 40 anos para o povo judeu, 100 anos para o povo gentio. A contagem diz respeito ao período da graça, ou seja, a contagem da geração da igreja, porta esta que será fechada na volta de Jesus, ou seja, com o arrebatamento da Igreja, onde se dará o início da grande tribulação .

D) O SIGNIFICADO DA IMAGEM DA FIGUEIRA FLORESCENTE

• Diz respeito a um período de bênção –
(JL 2:22) - Não temais, animais do campo, porque os pastos do deserto reverdecerão, porque o arvoredo dará o seu fruto, a vide e a figueira darão a sua força.
(JL 2:23) - E vós, filhos de Sião, regozijai-vos e alegrai-vos no SENHOR vosso Deus, porque ele vos dará em justa medida a chuva temporã; fará descer a chuva no primeiro mês, a temporã e a serôdia.
(JL 2:24) - E as eiras se encherão de trigo, e os lagares transbordarão de mosto e de azeite.
(JL 2:25) - E restituir-vos-ei os anos que comeu o gafanhoto, a locusta, e o pulgão e a lagarta, o meu grande exército que enviei contra vós.
(JL 2:26) - E comereis abundantemente e vos fartareis, e louvareis o nome do SENHOR vosso Deus, que procedeu para convosco maravilhosamente; e o meu povo nunca mais será envergonhado.
(JL 2:27) - E vós sabereis que eu estou no meio de Israel, e que eu sou o SENHOR vosso Deus, e que não há outro; e o meu povo nunca mais será envergonhado.
(JL 2:28) - E há de ser que, depois derramarei o meu Espírito sobre toda a carne, e vossos filhos e vossas filhas profetizarão, os vossos velhos terão sonhos, os vossos jovens terão visões.
(JL 2:29) - E também sobre os servos e sobre as servas naqueles dias derramarei o meu Espírito.
(JL 2:30) - E mostrarei prodígios no céu, e na terra, sangue e fogo, e colunas de fumaça.
(JL 2:31) - O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do SENHOR.
(JL 2:32) - E há de ser que todo aquele que invocar o nome do SENHOR será salvo; porque no monte Sião e em Jerusalém haverá livramento, assim como disse o SENHOR, e entre os sobreviventes, aqueles que o SENHOR chamar.

• A ênfase da parábola não esta na calamidade que vai ocorrer antes que venha o reino, mas na exultação do reino
(Lucas 21:28) - Ora, quando estas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai as vossas cabeças, porque a vossa redenção está próxima.

(Lucas 21:31) - Assim também vós, quando virdes acontecer estas coisas, sabei que o reino de Deus está perto.
 O termo redenção e reino de Deus, neste contexto, diz respeito a consumação da salvação

E) O DIA E A HORA NINGUÉM SABE
(Mateus 24:36) - Mas daquele dia e hora ninguém sabe, nem os anjos do céu, mas unicamente meu Pai.

 Nunca se sabe quando alguém está para ser levado , por morte súbita, ou arrebatado quando Cristo voltar. Um total de seis parábolas foi deixado para nós como ilustração para termos uma atitude de vigilância

1 – O porteiro –
(Marcos 13:35) - Vigiai, pois, porque não sabeis quando virá o senhor da casa; se à tarde, se à meia-noite, se ao cantar do galo, se pela manhã,
(Marcos 13:36) - Para que, vindo de improviso, não vos ache dormindo.
(Marcos 13:37) - E as coisas que vos digo, digo-as a todos: Vigiai.

2 – O pai da família –
(Mateus 24:43) - Mas considerai isto: se o pai de família soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa.
(Mateus 24:44) - Por isso, estai vós apercebidos também; porque o Filho do homem há de vir à hora em que não penseis.

3 – O servo fiel –
(Mateus 24:45) - Quem é, pois, o servo fiel e prudente, que o seu senhor constituiu sobre a sua casa, para dar o sustento a seu tempo?
(Mateus 24:46) - Bem-aventurado aquele servo que o seu senhor, quando vier, achar servindo assim.
(Mateus 24:47) - Em verdade vos digo que o porá sobre todos os seus bens.
(Mateus 24:48) - Mas se aquele mau servo disser no seu coração: O meu senhor tarde virá;
(Mateus 24:49) - E começar a espancar os seus conservos, e a comer e a beber com os ébrios,
(Mateus 24:50) - Virá o senhor daquele servo num dia em que o não espera, e à hora em que ele não sabe,
(Mateus 24:51) - E separá-lo-á, e destinará a sua parte com os hipócritas; ali haverá pranto e ranger de dentes.

4 – As dez virgens – (Mt. 25:1:13)
5 – Os talentos – (Mt.25:14-30)
6 – As ovelhas e os bodes – (Mt.25:31-46)

 Vigiar, segundo o que se vê aqui, inclui o fiel exercício de todas as virtudes cristãs: aguardar a volta de Cristo, cumprindo o dever, desenvolvendo talentos, e amparando os aflitos. (Comentário extraído da Bíblia vida nova, NT pg.36 nota de roda pé)

F) O MUNDO SERÁ PEGO DE SURPRESA
(Mateus 24:38) - Porquanto, assim como, nos dias anteriores ao dilúvio, comiam, bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,
(Mateus 24:39) - E não o perceberam, até que veio o dilúvio, e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do homem.

• Uns serão deixados e outros tomados –
(Mateus 24:40) - Então, estando dois no campo, será levado um, e deixado o outro;
(Mateus 24:41) - Estando duas moendo no moinho, será levada uma, e deixada outra.
(Mateus 24:42) - Vigiai, pois, porque não sabeis a que hora há de vir o vosso Senhor.

BIBLIOGRAFIA

KISTEMAKER, Simon J. As Parábolas de Jesus. Casa Editora Presbiteriana. 1a Edição – 1992. São Paulo – SP

LOCKYER, Herbert. Todas as Parábolas da Bíblia. Editora Vida. 3a Edição 2001. São Paulo – SP.

Os Evangelhos – Versão restauração. Editora Arvore da Vida. 1a Edição 1999 . São Paulo – SP
Bíblia Vida Nova – Edições Vida Nova. 2a Edição 1997. São Paulo – SP

A Bíblia Explicada – CPAD

Bíblia em Bytes – Bertolini Informática

Elaborado por
Romildo Gurgel

Um comentário:

  1. Me senti privilegiada ao encontrar por acaso este blog abençoado.Glória a Deus e que Ele continue com Suas mãos grandes sobre vossas vidas e sobre o vosso ministério!

    ResponderExcluir