ISSO É DISCIPULADO

Loading...

sábado, 25 de agosto de 2012

A LEI E O ESPÍRITO





 A circuncisão tem valor para o judeu quando se obedece a lei, mas se um judeu desobedece a lei, a sua circuncisão se torna incircuncisão, pois a circuncisão verdadeira não é a do crepúsculo da carne, mas o da circuncisão do espírito.
O Espírito tem valor para a vida do crente se ele andar no espírito e não cumprir as concupiscências da carne. Existem duas leis, a do Espírito de vida e a do pecado e da morte, pois escrito está: “Porque  a lei do Espírito da vida em Cristo Jesus te livrou da lei do pecado e da morte” (Rm.8:2).

Se acharmos cumpridores da lei, deveríamos admitir que jamais poderemos ser aperfeiçoados por ela. Pois ao querer fazer o bem, você notará que há uma lei que guerreia contra a sua consciência. Todavia, a lei é boa, mas não conheceríamos o pecado se ela não apontasse a transgressão. A lei é um padrão de vida, jamais conheceríamos o nosso estado pecaminoso se ela não falasse isso para que percebêssemos nosso estado.

A lei além de apontar todos os erros, traz condenação,  como um advogado de acusação, exigindo o cumprimento e a obediência aos seus padrões, condenando o infrator as penalidades previstas de todos os atos infracionados, que se pudéssemos enumerá-las teríamos uma grande lista de vários delitos.  Obedecer à boa parte e transgredir apenas uma, seríamos considerados transgressores da mesma forma. No entanto não aperfeiçoa absolutamente ninguém.

A lei também encurrala o infrator a algo que advogue a sua causa. Podemos dizer que a lei serve de aio para nos conduzir a Cristo. Em Cristo, desdobra-se outra lei, a lei do Espírito de Vida. A lei de Cristo faz com que a prescrição da norma da lei, seja assumida pela fé do transgressor e viva o preceito da lei que antes o condenava, como escrito está: “agora pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, porque a lei do espírito de vida em Cristo Jesus te livrou da lei do pecado e da morte”. Se aqueles que não são circuncidados obedecem aos preceitos da Lei, não serão eles considerados circuncidados?”(Rm.2:26). O que torna um judeu ser realmente judeu não é apenas o exterior fisicamente, mas  também  a operação do coração, pelo Espírito, e não pela lei escrita. A letra mata, mas o Espírito vivifica.

Tudo o que a lei diz, fala para aqueles que estão debaixo dela. Todos, nenhum sequer estão fora de estarem debaixo da lei. Muito embora a lei não justifique ninguém, a não ser trazer conhecimento dos pecados dos homens.  O único homem que foi capaz de cumprir todos os preceitos da lei foi Jesus Cristo.  Jesus sem pecado cumpriu a lei, e por aquilo que padeceu, tornou-se o autor da salvação eterna.
 Em Cristo Jesus, o escrito da dívida do delito que nos condenava, Jesus pagou em nosso lugar, pegou o escrito e cravou-a na cruz. Este escrito é personificado na  sua carne. Jesus sem pecado assume o nosso pecado e morre em nosso lugar, esta é a forma e o preço que foi pago pelas nossas transgressões.  Este sacrifício foi aceito por Deus e Jesus Cristo tornou-se a nossa justificação, como está escrito: “Justificado, pois mediante a fé, temos paz com Deus por meio de Jesus Cristo” (Rm.5:1). E agora fomos feito Justiça de Deus. Fala ainda as escrituras: “Porque o fim da lei é Cristo para a justiça de todo aquele que crê” (Rm.10:4).  Jesus no seu ultimo momento do sacrifício de pagamento da nossa dívida, disse: está consumado, que traduzindo, quer dizer, está concluído  definitivamente o pagamento. Em contra partida, fomos absolvidos do castigo da penalidade da lei (morte eterna), sendo posto em liberdade para andar debaixo da lei do Espírito de Vida em Cristo Jesus. A Lei de Cristo nada mais é o padrão da vida da lei pela leveza condutora de vida do Espírito Santo, como está escrito: “Porque os que se inclinam para a carne cogitam das cousas da carne; mas os que se inclinam para o Espírito, das cousas do Espírito. Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do Espírito, para a vida e paz. Por isso o pendor da carne é inimizade contra Deus, pois não está sujeito à lei de Deus, nem mesmo pode estar. Portanto os que estão na carne não pode agradar a Deus”(Rm8:5-8).

O segredo de não estar debaixo da lei é andar no Espírito. Andar no Espírito é a forma de mortificar o efeito do pecado no corpo e a força da lei, conforme está escrito: “porque, se viverdes segundo a carne, caminhais para a morte; mas,  se pelo Espírito mortificardes os feitos do corpo, certamente viverei” (Rm.8:13).
Jesus nos livrou de estar debaixo da lei. Fazendo-se ele próprio maldição em nosso lugar, porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado em madeiro; (Gl.3:13). Jesus assumiu o meu e o seu pecado, e sem pecado, levou nossa transgressão em sua carne e cravou-a na cruz. Agora, sendo posto em liberdade, deveremos permanecer firmes e não se submeter de novo ao jugo da lei. Submeter de novo ao julgo da lei, significa voltar a obrigação de guardar toda a lei, é o mesmo que desligar-se de Cristo, conforme está escrito: “De novo testifico a todo homem que se deixa circuncidar, que está obrigado a guardar toda a lei. De Cristo vos desligastes vós que procurais justificar-vos na lei, da graça decaístes” (Gl.5:3-4 grifo meu).

Em Cristo, todos fomos chamados para a liberdade, não devemos usar dessa liberdade para dá  ocasião a carne (Gl.5:13)
“Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais sob a lei” (Gl.5:18)
“Os que são de Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e concupiscências. Se vivermos no Espírito, andemos também no Espírito (Gl.5:24-25).

Amém.       
Romildo Gurgel

Um comentário:

  1. A Lei e o Espírito - 26/08/2012 (Réplica)





    A Lei consiste nos mandamentos que primeiramente foram escritos através de Moisés para o povo hebreu, os Israelitas.
    (A lei além de apontar todos os erros, traz condenação, como um advogado de acusação, exigindo o cumprimento e a obediência aos seus padrões, condenando o infrator às penalidades previstas de todos os atos, que se pudéssemos enumerá-las, teríamos uma grande lista de vários delitos.-Romildo Gurgel).

    O Espírito da Lei está nela mesma, nunca saiu dela, é apenas informativo, porque faltava algo que a transportasse para a natureza humana, e quem fez isso foi Jesus Cristo.
    A lei serviu de "aio" para mostrar o que Cristo faria e fez, colocar pelo Espírito a Lei nos nossos corações.
    Visto como na sabedoria de Deus o mundo pela sua sabedoria não conheceu a Deus, aprouve a Deus salvar pela loucura da pregação os que crêem. I Co 1:21

    porque está escrito:

    Destruirei a sabedoria dos sábios, e aniquilarei a inteligência dos inteligentes.. I Co 1:19

    Cuidais vós que vim trazer paz à terra? Não, eu vos digo, mas antes dissensão: Lucas 12:51

    A natureza da Lei é boa porque veio de Deus. Serviu para mostrar quem somos e ao mesmo tempo enxergar a grandeza de Cristo. É o aio.

    Entende-se que a lei mostra mais a condição humana, enquanto o Espírito é quem convence do pecado. A lei leva o homem à penitência, mas é pelo espírito que é assegurado o perdão.
    A letra mata, pois só tocamos na lei pela letra, e pela letra temos que cumprir toda a lei.
    Jesus cumpriu a lei até a morte, e libertou o espírito da lei. A condenação da lei levou sobre Ele por nossa causa. Em Cristo cumprimos a lei pelo Espírito que nos foi dado em Seu Nome.
    O amor da Lei foi revelado em Cristo, se confessarmos os nossos pecados Ele é fiel e justo para nos perdoar.
    Pois Cristo é o fim da lei para justificar a todo aquele que crê. Rom 10:4

    Como tudo veio de Deus, a lei veio como um "aio" para preparar os caminhos do Senhor exaltando Cristo. Isto é, A incapacidade da Lei esperou que Cristo mostrasse a sua Glória. (Pois ele é tido por digno de tanto maior glória do que Moisés) e,

    E cantavam o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro, dizendo: Grandes e admiráveis são as tuas obras, ó Senhor Deus Todo-Poderoso; justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei dos séculos. Apo 15:3

    Resumindo:

    A Lei me alertou das conseqüências para não fazer algo que eu desejava fazer . Enquanto que a Graça pelo Espírito me fez desprezar o desejo que antes ansiava fazer. Onde fica a lei?

    Foi absorvida por Cristo.

    Isto é uma loucura (da fé)

    Fernando Camboim Filho
    Irmão na fé

    ResponderExcluir