ISSO É DISCIPULADO

Loading...

sábado, 18 de agosto de 2012

ESTÁ CONSUMADO




Em  Gênesis, comer da arvore da vida, é um selo eterno. Depois que o homem pecou, lhe foi vedado a comer da arvore da vida e ser eterno nesta natureza  humana desfigurada e fragmentada que ficou. O plano de salvação foi elaborado em seus detalhes pela trindade desde suas etapas a sua execução.  Jesus na sua encarnação tornou-se autor da salvação por tudo aquilo que sofreu como escrito está: “Porque convinha que aquele, por cuja causa e por quem todas as cousas existem, conduzindo muitos filhos à glória, aperfeiçoasse por meio de sofrimentos, o Autor da salvação deles” (Hb.2:10). Agora, preste atenção a essa verdade: “Ele, Jesus, nos dias da sua carne, tendo oferecido, com forte clamor e lágrimas, orações e súplicas a quem o podia livrar da morte, e tendo sido ouvido por causa da sua piedade. Embora sendo Filho, aprendeu a obediência pelas cousas que sofreu e, tendo sido aperfeiçoado, tornou-se o Autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem,” (Hb.5:7-9). Veja ainda isso em destaque: tendo sido nomeado por Deus sumo sacerdote, segundo a ordem de Melquisedeque” (Hb.5:10). Jesus procedendo assim, foi adicionado na sua natureza verboespiritual, a natureza humana sem pecado, porém, entendo que, ficou o selo da (promessa do pai) para ser recebido das mãos de Deus no estágio da glorificação. Para que isso acontecesse como já citei, várias etapas deveriam ser cumpridas do projeto elaborado, bem como todas diretrizes prescritas nas escrituras sagradas, mais precisamente na lei, nos salmos e nos profetas, servindo de roteiro e indicadores para a Sua execução. Jesus como homem, muito embora como Filho de Deus, observou todas essas minúcias como está escrito: “E lhes disse: Assim está escrito: que o Cristo havia de padecer, e ressuscitar dentre os mortos no terceiro dia” (Lc.24:46). Observou? 
Note também, quê, na oração sacerdotal peticionada por Jesus em (Jo.17:5), aparenta ele indo seguindo esse rumo, por isso ora dentro da vontade, referenciando o já planejado, confirmando a Deus sua pré-disposição verbo-humano-espiritual de estar lá junto do Pai com a mesma glória que tinha com Ele antes que houvesse mundo. O óbvio é, para que isso acontecesse, Jesus teria que CONSUMAR toda a sua parte na obediência do que havia  planejado com o pai e o Espírito Santo. A autoridade concedida pelo Pai na execução esta prescrita assim na confissão de Jesus, quando ele disse: “Ninguém a tira de mim; pelo contrário, eu espontaneamente a dou. Tenho autoridade para entregar e também para reavê-la. Este mandato recebi de meu Pai” (João 10:18). 
O grito de Jesus na cruz ESTÁ CONSUMADO, é o maior grito de vitória ecoado em todo universo criado por Deus, diz respeito a finalização do plano de salvação eterna a toda humanidade, muito embora o castigo que o levaria a paz estava dentro dele até o ultimo suspiro, mas como cordeiro imaculado, gritou como um leão, como um rei possuindo todo controle sem render-se ao pecado, afirmando para todo universo, que o seu trabalho foi ACABADO com sucesso absoluto.

Amém
Romildo Gurgel.
Manhã de19/08/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário