ISSO É DISCIPULADO

Loading...

domingo, 1 de julho de 2012

A IMPORTÂNCIA DA MEMORIZAÇÃO DAS ESCRITURAS SAGRADAS




A minha intenção nesta pequena reflexão é  falar sobre a importância da memorização das Escrituras Sagradas e as implicações que ela trará para aqueles que se aplicam em memorizá-la. De praxe, a memorização das Escrituras fará de você uma pessoa  destemida e usada por Deus. Jonh Piper falando sobre esse assunto, teceu oito pontos importantes na memorização das escrituras sagradas. Vejamos:

1 – Memorizar as escrituras torna a meditação possível em ocasiões em que vocês não têm como ler a Bíblia e a meditação é o caminho para um entendimento mais profundo. Então você vai meditar na lei do Senhor de dia e de noite (Salmo 1:2) você precisa um pouco dela em sua mente, para que ocorra a meditação. Você só pensará acerca da verdade da palavra de Deus se tiver ao menos um pouco dela armazenada no seu coração.

2 – Memorizar as Escrituras fortalecerá sua fé, pois a fé vem pelo ouvir, e o ouvir a palavra de Deus (Rm 10:17). É isso que acontece quando se está ouvindo  a Palavra  em sua mente. Você poderá começar pensando em um versículo, depois vem mais um, surge depois mais outro e aí, vem mais alguma outra porção e você vai sendo fortalecido interiormente e começa a se  motivar e a edificar a sua fé.

3 – Memorizar as escrituras moldará o jeito com que você enxergará o mundo, conformando a sua mente com o ponto de vista de Deus. Pensar nas escrituras, é a mesma coisa de usar um óculos sobrenatural  que  possibilitará você a ver o mundo com a visão de Deus. Isto deve ser em tudo.

4 – Memorizar as Escrituras torna a Palavra de Deus mais prontamente acessível, para vencer as tentações do pecado, pois as admoestações e as promessas de Deus são o caminho pelo qual vencemos as tentações enganadoras do pecado.

5 – Memorizar as Escrituras protegerá sua mente, fazendo com que seja mais fácil,  para você, detectar erros. E o mundo está repleto de erros, porque o deus desse mundo é um mentiroso.

6 – Memorizar as Escrituras lhe capacitará a golpear o diabo na face com uma força que ele não poderá resistir. Isto fará com que proteja você e sua família dos seus ataques. Então meu amado leitor, pergunto: Com que você o está golpeando?!  Ele é milhões de vezes mais forte do que você!  Ele odeia você!  odeia sua família, seu casamento, a igreja e Deus! Como alguém neste mundo consegue andar sendo dominado pelo diabo. O uso da espada de Deus que é a sua palavra fará toda uma diferença se você meditar todos os dias nela. Lembre-se que a palavra de Deus é o escudo da sua fé, bem como também é uma arma ofensiva. Com ela você poderá apagar todos os dardos inflamados do maligno (cf. Efésios 6:16-17).

7 – Memorizar as Escrituras fornecerá a você as mais fortes e doces palavras para serem ministradas a outros necessitados. Você já foi pego de surpresa por alguém em necessidades? Você não precisa ser pego de surpresa. As circunstâncias e as necessidades é que ficarão surpreendidas com o que vai acontecer quando você ministrar sobre as pessoas que estão nelas.

8 – Memorizar as Escrituras fornece a fonte para o relacionamento com Jesus, pois Ele falará com você pela sua palavra a (Bíblia Sagrada) . De uma maneira doce, poderosa, autêntica e real, Ele fala com você através dela.  Após isso, você poderá responder para Deus em oração. Deus fala com você pela meditação e você falará também com Ele em oração. Se a palavra de Deus estiver meditativamente em sua mente, você poderá falar com Ele em qualquer lugar. A experiência meditativa isolada no quarto poderá ser estendida pelas demais atividades do seu cotidiano. Sendo assim, você estará levando para o curso de suas atividades a experiência da meditação, conforme está escrito: “Bem aventura o homem que não anda no conselho dos ímpios, não se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e de noite” (Salmo 1:1-2).

Preste atenção a esses versículos extraídos da Bíblia Sagrada.

(João 14:21) – “Quem tem os meus mandamentos e lhes obedece, esse é o que me ama. Aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me revelarei a ele”.
Isto nos traduz que a palavra de Deus tem que ser transformada em nossa experiência cotidiana. Amar ao Senhor é obedecer aos seus mandamentos. Deus se revelará poderosamente. É inevitável isso não acontecer. Ele é fiel naquilo que diz.

(João 15:10) – “Se vocês obedecem aos meus mandamentos, permanecerão no meu amor, assim como tenho obedecido aos mandamentos de meu Pai e em seu amor permaneço”.
A impressão que fica ao ler esse versículo é que a forma  que Jesus permaneceu no amor de Deus foi obedecendo os mandamentos de seu Pai. Da mesma forma temos que obedecer os seus mandamentos  para permanecer no seu amor.

(João 15:12) – “O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os amei”.
O mandamento de Jesus é o de amar uns aos outros como Ele nos amou.

(João 12:50) –“Sei que o seu mandamento é a vida eterna. Portanto, o que eu digo é exatamente o que o Pai me mandou dizer”.
O mandamento de Jesus é a vida eterna. Então, se amarmos, estaremos dizendo que estamos vivendo a qualidade de vida que Deus quer proporcionar em Cristo Jesus.

Amém,

Romildo Gurgel

Um comentário: