ISSO É DISCIPULADO

Loading...

segunda-feira, 16 de julho de 2012

BEM-AVENTURADOS OS HUMILDES DE ESPÍRITO, PORQUE DELES É O REINO DOS CÉUS




Uma das virtudes que me chama mais atenção na pessoa de Jesus é a humildade. A humildade é a virtude que dá o sentimento exato do nosso bom senso ao nos avaliarmos em relação às outras pessoas, como por exemplo: cordialidade, respeito, simplicidade e honestidade. Porém ela poderá ser confundida com a modéstia. O modesto tem falta de ambição, a humildade pode estar no ato de reconhecer que em determinado momento estamos sendo ambiciosos ao invés de gananciosos. Por humilde também se pode entender a personalidade que assume seus deveres, obrigações, erros, culpas e limitações sem resistência. Assim, se pode dizer que a pessoa ou indivíduo "assume humildemente". Pobreza não é sinônimo de humildade. Conheço inúmeras pessoas pobres, mas que não são nada humildes. Conheço também pessoas com certa condição financeira, mas são humildes de coração.

A humildade é o primeiro item das bem-aventuranças ensinadas por Jesus Cristo aos seus discípulos. Humildade vem da palavra latina “humus”  que significa filho da terra. Isto lembra a encarnação de Jesus e a designação do seu  nome quando Ele vier buscar o seu povo na sua glória exaltada como esta escrito em (Mt.16:27) – “Porque o Filho do homem há de vir na glória de seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a cada um conforme as suas obras”. Jesus é o exemplo maior de humildade, como o apóstolo Paulo escreveu em sua carta aos Filipenses dizendo: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forme de Deus, não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes a si mesmo se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-se semelhança de homens; e reconhecido em figura humana, a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que esta acima de todo nome”. (Filipenses 2:5-9).

Este texto nos ensina:
a)      Que devemos ter os mesmo sentimentos existentes na prática da vida de Jesus Cristo.
b)      Que não devemos em nosso julgamento ser superior a ninguém.
c)      Devemos assumir a forma de servo. A virtude humilde (húmus) deve ser o adubo da natureza de nossas demonstrações afetivas, sem que haja acepção de pessoas.
d)     Humilhar-se diante do Senhor, é despir-se do orgulho, da ostentação, da superioridade e revestir-se da humildade do Senhor, como o apóstolo Pedro escreveu dizendo:

“...cingí-vos, todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte, lançando sobre ele toda a vossa ansiedade porque ele tem cuidado de vós” (1Pe.5:5b-7).

Não são poucos os textos que as Escrituras fala sobre a humildade. Veja alguns exemplos:
ü  Jacó em (Gn.32:10),  reconhecendo ao sua indignidade tanto da misericórdia de Deus como sua fidelidade.
ü  Moisés (Êx.3:11) – Reconheceu a sua incapacidade de ir até faraó tirar o povo de Deus da terra do Egito.
ü  Josué em (Js.7:6) – Em uma atitude humilde, rasga suas vestes de general e se dobra diante da arca do Senhor em um bom período de tempo, desde manhã até a tarde, onde se lê que ele se cobriu de pó sobre suas cabeças.
ü  Davi em (1Cr.29:14-15) – Quando em oração agradecia a Deus por ver a voluntariedade do povo a ofertar para a construção do templo. Sendo rei de Israel, reconheceu que não era nada diante de Deus, colocou-se em pé de igualdade como todos os seus pais, reconhecendo que era peregrino igual a eles.
ü  Isaías em (Is.6:5) – Quando teve uma visão do trono de Deus, reconheceu que era homem de lábios impuros, e que habitava junto de povos de lábios também impuros. Ele disse: Ai de mim, estou perdido...
ü  Jeremias em (Jr.1:6) – Reconheceu sua pequenez, diante do chamado do Senhor para ser profeta as nações.
ü  A mulher Cananéia em (Mt.15:27) – Quando rogava a Jesus que libertasse sua filha endemoniada , se colocou na linha de igualdade de um cachorro que come das migalhas que caem da mesa do seu Senhor.
ü  Jesus era manso e humilde de coração (Mt.11:29). Ele sabia se compadecer pela dor humana,  colocava-se ao lado deles.

Deus resiste ao soberbo e ao orgulhoso, mas atenta para os humildes (cf. Sl.138:6, Pv.3:34, Lc.1:52, Tg.4:6, 1Pe.5:5).

“Propôs também esta parábola a alguns que confiavam em si mesmos por se considerarem justos, e desprezavam os outros: Dois homens subiram ao templo com o propósito de orar: um fariseu e o outro publicano. O fariseu posto em pé orava de si para si mesmo, desta forma: Ó Deus, graças te dou porque não sou como os demais homens, roubadores, injustos e adúlteros, nem ainda como este publicano; jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo  de tudo quanto ganho. O publicano, estando em pé longe, não ousava nem ainda levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, sê propício a mim, pecador! Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque todo o que se exaltar, será humilhado; mas o que se humilha, será exaltado” (Lucas 18:9-14).

Lições extraídas do texto:

a)      Não confie em si mesmo.
b)      Não considere justo ou superior ao outros, seja quem for, ou que classe social pertença.
c)      Não despreze as pessoas, principalmente as empobrecidas.
d)     Não é a sua devoção ou sua contribuição que lhe dará o prestígio de ser ouvido por Deus. O dinheiro não coloca as pessoas em posições melhores diante do Senhor com relação aos pobres. O nosso resgate não foi mediante prata nem ouro. O dinheiro não justifica absolutamente ninguém diante de Deus.
e)      O arrependido humilde é o que alcança o favor do Senhor. O Senhor resiste o soberbo.
f)       Deus exalta o humilde

A HUMILDADE É RECOMENDADA:

(Rm.12:3) – “Porque pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo,além do que convém, antes, pense com moderação segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um”.

(Mt.20:25) – “Então Jesus, chamando-os, disse: Sabeis que os governadores dos povos os dominam e que os maiorais exercem autoridade sobre eles. Não é assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva; e quem quiser ser o primeiro entre vós, será vosso servo; tal como o Filho do homem, que não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por muitos”.

(Ef.4:1-3) – “Rogo-vos, pois, eu, o prisioneiro no Senhor, que andeis de modo digno da vocação a que fostes chamados, com toda humildade e mansidão, com loganimidade, suportando-vos uns aos outros em amor. Esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vinculo da paz:”.

Amém,
Romildo Gurgel
(Madrugada do dia16/07/2012)


Nenhum comentário:

Postar um comentário