ISSO É DISCIPULADO

Loading...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

PESCADOR DE HOMENS


1 - LEITURA BÍBLICA:
(Mt.13: 47) -  Igualmente, o reino dos céus é semelhante a uma [rede] lançada ao mar, e que apanhou toda espécie de peixes.
(Mt.4: 18) -  E Jesus, andando ao longo do mar da Galiléia, viu dois irmãos-Simão, chamado Pedro, e seu irmão André, os quais lançavam a rede ao mar, porque eram [pescador]es.
(Mt.4: 19 ) - Disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei [pescador]es de homens.

(Lc.5: 10) -  bem como de Tiago e João, filhos de Zebedeu, que eram sócios de Simão. Disse Jesus a Simão: Não temas; de agora em diante serás [pescador] de homens.

1.1 -VISÃO GERAL DOS TEXTOS

a) O reino é semelhante a um pescador lançando rede ao mar – (Mt.13:47)
semelhante – (Dic. Aur.) Sig.  Próximo, parecido, da mesma natureza....

b) Mar – Diz respeito ao mundo, habitação dos humanos, primeiro Adão, o cosmos.
  • O mar possui faixas litorâneas, inúmeras enseadas, praias, alguns locais de fácil acesso outros de difícil acesso.
  • O mar é uma linguagem figurativa, apesar de ser habitação de seres marinhos, tipifica também a habitação dos homens... 
  • O material usado(Mt.4:18) -  (identificar no texto)
è Dinâmica da vara de pescar, mostrar os materiais que se usa na pescaria.
è chamar uma pessoa que nunca arremessou um molinete. exemplificar


2 – PALAVRAS CHAVES PARA UMA PESCARIA (EVANGELIZAÇÃO)
§  PEIXE – símbolo do cristianismo na igreja primitiva, Jesus escolheu pescadores naturais para serem pescadores espirituais. Os peixes sãos os homens
§  MAR – O habitat natural dos homens no estado pecaminoso.

§  REDE – Material, ferramentas, modelos, apropriados para a pesca. Existem diversos tipos de rede.
-          Malha fina – Arrasta tudo, fica tudo na malha...
-          Malha média – Os menores passam por ela e não são pescados.
-          Malha espaçosa – Só arrasta peixe grande.
- Vara – Pesca paciente, exigindo perícia, habilidade e tempo. Iscas diversificadas designada para os diversos tipos de peixe. Iscas denominadas vivas ou artificiais, fabricadas pelo homem.

§  PESCADOR – Diz respeito ao ministério de evangelista, do reconciliador, o ganhador de almas. Tem compromisso com o pesqueiro, constantemente vai lá, na esperança de pescar o peixe desejado. Ele deverá conhecer bem o local e os peixes que aparecem ali ....

2.1 – PRINCIPAIS ATIVIDADES DE UM PESCADOR

a) Conhecer as tábuas das marés – alta, baixa, estacionada. Pescaria em dia de lua cheia e nova. Sabe-se que a força da lua fornece forte influência na pescaria. Depender do Espírito Santo para ganhar almas é fundamental.

b) Conhecer onde é o pesqueiro., ou seja, o local onde há concentração de peixes.

·         Local: Urbano ou rural.
·         classes sociais a serem alcançadas – Alta, média, baixa, extremamente empobrecidas...
·         Quais os tipos de pecados praticados no local?  Saber se o povo é religioso, utilizam drogas, prostituição, ignorância, exploração sexual e outros problemas na comunidade focada,  etc...

c) Conhecer mais ou menos quais as espécies de peixes habitam o local ou trafegam por ali -   

d) Conhece o melhor horário para a pesca. Não é todo horário que se deve pescar. Muito embora tenhamos o ensino de pescar a tempo e fora de tempo –  Um bom horário em um local não significa que em outros seja também de igual modo.
(2Tm.4: 2) -  prega a palavra, insta a [tempo e fora] de tempo, admoesta, repreende, exorta, com toda longanimidade e ensino.

e) Ter o material adequado para a pesca.

4 - QUE UTENSÍLIOS SE DEVE USAR  PARA ESTA ATIVIDADE ?

a) O barco – condições de levar mais pessoas para ajudar e ir a águas mais profundas
b) Redes – exige muito esforço físico e habilidade para enfrentar algumas vezes correntezas.
c) Tarrafa – rede de pequeno porte que se arremessa quando o peixe é avistado
c) varas de diversos modelos – molinete, linha, chumbada, anzol, boias...
d) Iscas específicas para cada tipo de peixe. –
  • Iscas artificias – Produto de fabricação humana, se requer muita habilidade humana....
  • Iscas naturais – Estas são as que podemos classificar de espirituais, produto de fabricação Divina. Requer dons e ministérios designados por Deus.

5 – UTILIZANDO O MATERIAL NA PRÁTICA
§  Se com a vara de pescar, tem que ver qual o pesqueiro. Aqui você  quase que escolhe o tipo do peixe.  Poderá vir outro tipo que se adéqua perfeitamente ao material que você usa.
§  Se com a rede, se pesca  todo tipo de peixe.  Mas precisará de três, quatro pessoas para ajudar na utilização do material.
§  Se com tarrafa, é preciso disposição, força e coragem para entrar no mar com água pelo peito e observar onde esta o cardume para se jogar a tarrafa..
§  Se for pescar  camarão, a malha da rede tem que ser fina. É uma rede mais cara e não é todo pescador que tem condições de pagar o preço para comprar conseguir uma.

5 – QUE CUIDADO SE DEVE TER AO UTILIZAR OS UTENSÍLIOS DE PESCA ?

a) Concerto das redes e manutenção das varas – Um momento de avaliar como se está pescando. Não adianta pescar e perder o peixe com o rompimento do material ou rede.
(Mt.4: 21) -  E, passando mais adiante, viu outros dois irmãos-Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, no barco com seu pai Zebedeu, consertando as redes; e os chamou.
 Consertar aqui é rever todo material a ser utilizado. Estude sua Bíblia e se aprimore na evangelizar com ela na mão.
b) Lavar sempre o material antes de utilizá-lo -
(Lc.5: 2) -  e viu dois barcos junto à praia do lago; mas os pescadores haviam descido deles, e estavam lavando as redes.

Aqui é você quem é lavado. Você precisará de toda lucidez da palavra. Quanto mais ousado em usar a palavra, mais eficaz será a pescaria.
 Lavar as redes tem um significado importante de rever sempre o material utilizado na pescaria, é a conecção da palavra de Deus na sua mente, coração. . A eficiência poderá está aí!!!!

c) Cuidados especiais para o pescador – Boné, protetor solar, tênis para andar por cima das pedras pontiagudas, etc, . (Efesios 6) “revesti-vos de toda armadura de Deus...".

(Mc. 6:7-13) – Instrução de Jesus ao enviar os doze

Bordão – Pau grosso de arrimo, cajado
Não levasse alimentos e dinheiro
Fosse calçado  com sandálias
Não usasse duas túnicas – Ostentação no vestir

6 – DOIS EXEMPLOS DE PESCARIA –

O PRIMEIRO NA ESCOLHA DE DISCÍPULOS
  (LC 5:2) -  E viu estar dois barcos junto à praia do lago; e os pescadores, havendo descido deles, estavam lavando as redes.
  (LC 5:3) -  E, entrando num dos barcos, que era o de Simão, pediu-lhe que o afastasse um pouco da terra; e, assentando-se, ensinava do barco a multidão.
  (LC 5:4) -  E, quando acabou de falar, disse a Simão: Faze-te ao mar alto, e lançai as vossas redes para pescar.
  (LC 5:5) -  E, respondendo Simão, disse-lhe: Mestre, havendo trabalhado toda a noite, nada apanhamos; mas, sobre a tua palavra, lançarei a rede.
  (LC 5:6) -  E, fazendo assim, colheram uma grande quantidade de peixes, e rompia-se-lhes a rede.

QUE VEMOS NO TEXTO:

a)       Limpeza das redes -  Material velho precisando de certos concertos – (vs.2)
b)       Houve instrução – (vs.3)
c)       Ordenou a Pescar com as redes  – (vs.4) è É o indicativo que a pescaria iria ser grande, significativa.
d)       Pedro  mesmo afadigado pelo trabalho de toda a madrugada, obedeceu ao mandato de Jesus – (vs.5)
e)       Depois da obediência de lançar as redes, apanhou uma grande quantidade de peixes de sorte que as redes se rompiam – (vs.6)
f)        Grandes quantidades de peixe, necessita de ajuda para puxá-las e separar os peixes, lavá-los, limpá-los, etc.- (vs.7)
§  Aqui vemos comunicação por sinal
§  Observamos ajuda de um outro barco – mais pessoas participando de uma grande pescaria
§  As vezes não se faz uma grande pescaria porque falta cooperadores. Sem cooperadores os peixes são desperdiçados,  perdidos. Paulo em suas epístolas fala sobre a mútua cooperação.
(Hb.13:16) – “Não negligencieis igualmente a prática do bem e a mútua cooperação; pois com tais sacrifícios  Deus se compraz”.

O SEGUNDO EXEMPLO DE PESCARIA FOI DEPOIS DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR

  (JO 21:1) -  DEPOIS disto manifestou-se Jesus outra vez aos discípulos junto do mar de Tiberíades; e manifestou-se assim:
  (JO 21:2) -  Estavam juntos Simão Pedro, e Tomé, chamado Dídimo, e Natanael, que era de Caná da Galiléia, os filhos de Zebedeu, e outros dois dos seus discípulos.
  (JO 21:3) -  Disse-lhes Simão Pedro: Vou pescar. Disseram-lhe eles: Também nós vamos contigo. Foram, e subiram logo para o barco, e naquela noite nada apanharam.
  (JO 21:4) -  E, sendo já manhã, Jesus se apresentou na praia, mas os discípulos não conheceram que era Jesus.
  (JO 21:5) -  Disse-lhes, pois, Jesus: Filhos, tendes alguma coisa de comer? Responderam-lhe: Não.
  (JO 21:6) -  E ele lhes disse: Lançai a rede para o lado direito do barco, e achareis. Lançaram-na, pois, e já não a podiam tirar, pela multidão dos peixes.
  (JO 21:7) -  Então aquele discípulo, a quem Jesus amava, disse a Pedro: É o SENHOR. E, quando Simão Pedro ouviu que era o Senhor, cingiu-se com a túnica (porque estava nu) e lançou-se ao mar.
  (JO 21:8) -  E os outros discípulos foram com o barco (porque não estavam distantes da terra senão quase duzentos côvados), levando a rede cheia de peixes.
  (JO 21:9) -  Logo que desceram para terra, viram ali brasas, e um peixe posto em cima, e pão.
  (JO 21:10) -  Disse-lhes Jesus: Trazei dos peixes que agora apanhastes.
  (JO 21:11) -  Simão Pedro subiu e puxou a rede para terra, cheia de cento e cinqüenta e três grandes peixes e, sendo tantos, não se rompeu a rede.

QUE VEMOS NO TEXTO

a)       Os discípulos vão a luta pelo pão terreno – (vs.3-5)
b)       Jesus dá uma orientação na pescaria. Lançar a rede não somente de um lado, mas tentar do outro(vs.6)
c)       Outro discípulos vão com barcos para ajudar na pescaria – (vs.8)
d)       Enquanto os discípulos pescavam, Jesus neste dia tomava conta da cozinha ao ar livre, onde antes tinha passado na padaria comprado pão para comer com peixe – (vs.9)
e)       Os discípulos entregaram todos os peixes a Jesus. Ou melhor, ele pediu os peixes – (vs.10)
f)        As redes não se rompiam.   PORQUE ?
§  Houve ajuda mútua dos discípulos (não trabalharam só)
§  Outros barcos foram ajudar (mútua cooperação na pescaria, inclusive com outros barcos)
§  Houve toda uma preparação com as redes,(limpeza, concertos, etc.)

7 – COMO PODEREMOS FAZER UMA BOA PESCARIA ?

a)      Saiba o que você está pescando e aprenda a conhecer os peixes
(Mt.16: 7) -  Mas [ide], dizei a seus discípulos, e a Pedro, que ele vai adiante de vós para a Galiléia; ali o vereis, como ele vos disse.

(Mt.28: 19) -  Portanto ide, [fazei discípulos] de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;
§  Jesus concentrou sua pescaria as ovelhas perdidas da casa de  Israel
§  Pedro concentrou-se aos judeus (circuncisão)
§  Paulo (aos gentios) ao redor do mundo

b)     Vá onde os peixes estão fisgando sua isca – Dali você volta para casa com muita alegria.
(MT 10:14) - E, se ninguém vos receber, nem escutar as vossas palavras, saindo daquela casa ou cidade, sacudi o pó dos vossos pés.

è O pescador entende que diferentes tipos de peixes se alimentam em diferentes locais, em diferentes horários do dia. Peixes não ficam com fome o dia todo.

c) Aprenda a pescar como um peixe – Saiba do que eles gostam e que tipo de isca é apropriado para cada espécie.

JESUS SABIA O QUE AS PESSOAS PENSAVAM

(MT 9:4) - Mas Jesus, conhecendo os seus pensamentos, disse: Por que pensais mal em vossos corações?

(MT 12:25) - Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá.

(MC 2:8) - E Jesus, conhecendo logo em seu espírito que assim arrazoavam entre si, lhes disse: Por que arrazoais sobre estas coisas em vossos corações?

(LC 5:22) - Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, respondeu, e disse-lhes: Que arrazoais em vossos corações?

(LC 9:47) - Mas Jesus, vendo o pensamento de seus corações, tomou um menino, pô-lo junto a si,

(LC 11:17) - Mas, conhecendo ele os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino, dividido contra si mesmo, será assolado; e a casa, dividida contra si mesma, cairá.


OS PESCADORES COMPROMETIDOS FAZEM QUALQUER COISA PARA PESCAR UM PEIXE. VOCÊ ESTÁ LEVANDO A SÉRIO A GRANDE COMISSÃO ?

8 – CUIDADOS PREVENTIVO DE UM PESCADOR

a)      Sol escaldante: (Protetor solar; óculos escuro, boné)

b)      Barreiras entre um pesqueiro e outro. Isto leva a muitos pescadores a desistirem da pescaria. As vezes o local de um pesqueiro para o outro é distante e de difícil acesso. Há diferentes costumes e aspectos culturais entre um pesqueiro e outro.

c)      Paciência – Lembre-se de Jesus quando disse:
(Mt.23: 37) -  Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, apedrejas os que a ti são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a [galinha] ajunta os seus pintos debaixo das asas, e não o quiseste!

9 – CUIDADOS ESPECIAL AO  PEIXE FISGADO

a)      Alguns peixes lutam para não sair do seu habitat natural. Eles vão fazer de tudo para que você não consiga tirá-lo da água. Pular, puxar para baixo, de lado, tentará quebrar a linha e danificar o material, etc.
b)      Deve-se soltar mais linha com certa pressão até cansá-lo. Não os torture.
c)      A melhor forma de se puxar um peixe é pacientemente. Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito diz o Senhor.


10 – CUIDO AO TRATAR DO PEIXE

SAIBA: Pescar é tarefa de um evangelista, enquanto limpar o peixe pescado é tarefa de um pastor mestre.

a) Lavar bem o peixe –
(Jo.13:10) -  Respondeu-lhe Jesus: Aquele que se banhou não necessita de lavar senão os pés, pois no mais está todo limpo; e vós estais [limpos], mas não todos.
(Jo.13: 11) -  Pois ele sabia quem o estava traindo; por isso disse: Nem todos estais [limpos].

(Jo.15: 3) -  Vós já estais [limpos] pela palavra que vos tenho falado.

b)      Cortá-los, escamá-los e limpá-los –  entendemos isso como uma outra figura usada por Jesus no evangelho. Leiamos juntos

»JOÃO [15]
1 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o viticultor.
2 Toda vara em mim que não dá fruto, ele a corta; e toda vara que dá fruto, ele a limpa, para que dê mais fruto.
3 Vós já estais limpos pela palavra que vos tenho falado.
4 Permanecei em mim, e eu permanecerei em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não permanecer na videira, assim também vós, se não permanecerdes em mim.
5 Eu sou a videira; vós sois as varas. Quem permanece em mim e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer.


(Hebreus 4:12) - Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração.

  (JO 13:4) -  Levantou-se da ceia, tirou as vestes, e, tomando uma toalha, cingiu-se.
  (JO 13:5) -  Depois deitou água numa bacia, e começou a lavar os pés aos discípulos, e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido.
  (JO 13:6) -  Aproximou-se, pois, de Simão Pedro, que lhe disse: Senhor, tu lavas-me os pés a mim?
  (JO 13:7) -  Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois.
  (JO 13:8) -  Disse-lhe Pedro: Nunca me lavarás os pés. Respondeu-lhe Jesus: Se eu te não lavar, não tens parte comigo.
  (JO 13:9) -  Disse-lhe Simão Pedro: Senhor, não só os meus pés, mas também as mãos e a cabeça.
  (JO 13:10) -  Disse-lhe Jesus: Aquele que está lavado não necessita de lavar senão os pés, pois no mais todo está limpo. Ora vós estais limpos, mas não todos.

Romildo Gurgel



Nenhum comentário:

Postar um comentário